UFC 156: Aldo encara seu maior desafio em superluta

MMA Ultimas Noticias  

José Aldo e Frankie Edgar se encaram antes do UFC 156

 

Com apenas 26 anos, José Aldo já é há muito tempo apontado como um dos maiores lutadores de MMA entre todas as categorias. Campeão dos penas do maior evento do mundo, tem cinco defesas de título desde que o conquistou no extinto WEC, mas será nesse sábado que terá o maior desafio de sua carreira, contra Frankie Edgar, no UFC 156, em Las Vegas.

O manaura radicado no Rio de Janeiro sempre é muito dominante em suas lutas, ainda não encontrou dificuldade para vencer seus rivais no WEC e no UFC – apesar de alguns poucos sustos contra Mark Hominick e Kenny Florian – mas agora terá pela frente um dos atletas mais completos e que suporta mais golpes no UFC.

Não é por menos que Frankie Edgar ficou com o cinturão dos leves por dois anos. Como campeão da categoria de cima – estreia entre os penas já com essa disputa de títulos – fez batalhas épicas contra BJ Penn, de quem tomou o cinturão, e Gray Maynard. Em seguida, perdeu o título em mais duas grandes lutas contra Benson Henderson. De seus últimos seis combates, cinco acabaram apenas no quinto round.

“Somos dois dos melhores lutadores peso por peso do mundo. Não tem como negar que é uma superluta. Tenho certeza que vamos nos apresentar de uma maneira que vai mostrar bem isso. Vamos dar show dentro do octógono. Não tenho problema nenhum em ser azarão, conheço bem isso. Por isso estou tranquilo e nada vai mudar”, analisou Edgar.

Dana White não se cansa de dizer Edgar não tem o respeito que merece, principalmente depois das lutas contra Maynard, em que ele estava perdendo e conseguiu, na primeira, empatar e na segunda, nocautear. Aldo sabe o que vai encontrar no octógono neste sábado na tentativa de sua sexta defesa de cinturão e se preparou muito bem para isso.

“Essa luta tem todos os ingredientes para ficar na história do UFC, e na minha história. Se tivesse de prever como será esse combate, eu diria que será épico. Sei que ele é um cara muito duro, vi todas as lutas dele no UFC e sei que ele nunca foi nocauteado. Mas tenho certeza que vou ser o primeiro a acabar uma luta contra ele dessa maneira”, disse José Aldo.

E um card com um combate principal como esse não seria um evento simples. O UFC 156 ganhou uma aura festiva, uma promoção gigantesca e não apenas pelas lutas. Com outros grandes nomes no card, ele foi estrategicamente colocado no fim de semana do Super Bowl, final da liga de futebol americano dos EUA, a NFL. Tudo no país gira em torno do evento anual de maior audiência do país e do mundo.

Card principal de peso – O Brasil estará muito bem representado nesse evento. Mais que isso, o MMA do país protagonizará o card principal. Além da disputa de cinturão de Aldo, outros três brasileiros estão nas lutas finais do UFC 156, e mais um no card preliminar.

Na penúltima luta da noite, Rogério Minotouro volta ao octógono em um duelo muito complicado contra o ex-campeão dos meio-pesados Rashad Evans. Quem igualmente não tem vida fácil é Antonio Pezão, que terá pela frente o gigante Alistair Overeem. Se o holandês vencer essa luta, será o próximo desafiante pelo cinturão dos pesados de Cain Velasquez.

Já Demian Maia tem seu maior desafio entre os meio-médios. Em sua terceira luta desde que desceu de peso, ele encara o amarrão Jon Fitch para ficar entre os melhores da categoria. Já vetereano Gleison Tibau representa o Brasil no card preliminar contra Evan Dunham.

Fonte: http://esporte.uol.com.br/lutas/vale-tudo/ultimas-noticias/2013/02/02/aldo-encara-seu-maior-desafio-em-superluta-contra-ex-campeao-no-festivo-ufc-156.htm

 


Deixe seu Comentário:

]]